SAIBA MAIS

Até metade das emissões de carbono podem ser reabsorvidas pelos oceanos e pelas plantas, que crescem rapidamente no ar cheio de dióxido de carbono (CO2). Mas há uma acumulação gradativa que causa um aumento anual em torno de 0,4% na concentração de dióxido de carbono na atmosfera. Desse 1800, a concentração deste gás pulou de 270 partes por milhão (ppm) para 370 ppm, o mais alto nível dos últimos 20 anos.

O Potente Metano 
O segundo gás estufa mais significativo, liberado pela atividade humana, é o metano, 20 vezes mais potente do que o dióxido de carbono. É produzido pela ação de certas bactérias, que se desenvolvem em associação com os seres humanos. Essas bactérias são encontradas, por exemplo, nas entranhas de animais ruminantes, em aterros e em arrozais. Gasodutos e minas de carvão também liberam metano antes aprisionado no subsolo. Outra fonte importante é a vegetação apodrecendo em locais de água estagnada. Estudo recente sugere que esses locais podem ser responsáveis por 1/5 de toda a emissão de metano no planeta, que provoca 7% do aquecimento global. A concentração do gás é a mais alta em 420 mil anos.

A Influência Humana
O homem gera outros gases estufa que influem no aquecimento global, ainda que em menor escala. São eles o óxido nitroso e o ozônio, também produzidos pela natureza, e os clorofluorcarbonetos (CFCs), compostos feitos só pelo homem. Os CFCs foram abandonados em larga escala nos últimos 15 anos para proteger a camada de ozônio. Mas alguns de seus substitutos, como os hidrofluorcarbonetos, os perfluorcarbonetos e os hexafluorestos de enxofre, usados em refrigeradores e outros equipamentos, também colaboram com o aquecimento global - juntos, produzem 3% da contribuição européia.

Conclusões
Neste século, só a duplicação da quantidade de dióxido de carbono na atmosfera pode aumentar a temperatura global em 1º C. Mas os cientistas temem que essa elevação seja maior devido há uma série de complexos efeitos de ação e reação decorrentes deste aumento de CO2. Assim ninguém pode prever com precisão mais projeções do comitê intergovernamental sobre a mudança climática (IPCC) sugere que a temperatura media global neste século pode subir entre 1,4 e 5,8º C. 

Quais os Efeitos Disto?
A intensificação do efeito estufa ameaça tornar o mundo um lugar mais desconfortável. Os detalhes de como irá influenciar o clima, no entanto, permanecem pouco claros. Especialmente por causa dos feedbacks positivos imprevisíveis causados pelo degelo, pelo aumento do vapor de água e pelas mudanças na temperaturas dos oceanos, que podem acelerar a mancha do aquecimento. Uma atmosfera mais quente será também mais dinâmica, com maior intensidade nas tempestades, nas secas, no vento e na chuva. Regiões úmidas se tornarão mais úmidas ; áreas secas, ainda mais secas. O El Niño e as monções asiáticas (ventos fortes do sudeste da Ásia) deverão ser mais violentos. Áreas já afetados pela fome terão menos alimentos, enquanto terras ricas produzirão mais. Alguns ecossistemas migrarão com o clima, enquanto muitos morrerão. Recifes de coral, mangues, florestas tropicais e picos alpinos desaparecerão. O mundo terá de conviver com uma multidão de vítimas das tragédias climáticas, das epidemias e da escassez de água. 
Share by: